Catherine Anyango

Estocolmo, Suécia

The Death of Trayvon Martin, 2012
101.6 x 66 cm
The Slow Death of a Woman in Aleppo, 2014
29.7 x 42 cm
2010 adaptation of Joseph Conrad’s "Heart of Darkness" as a graphic novel

CATHERINE ANYANGO GRÜNEWALD (n. 1982, Nairobi, Quénia)

Vive e trabalha em Estocolmo.

Um dos temas centrais do trabalho de Catherine Anyango Grünewald é o espaço público e como este é afetado por acontecimentos traumáticos; como este mesmo lugar também é símbolo da opressão sistémica, histórica e económica dos marginalizados. A artista escolheu trabalhar maioritariamente com lápis de carvão sobre papel por causa do carácter democrático desta ferramenta, comummente utilizada, e, em particular, em contextos não artísticos. Através dos seus desenhos, Anyango Grünewald tenta rescrever histórias e acontecimentos de forma a desvendar estruturas invisíveis de poder e violência.

Estudou na Central Saint Martins e no Royal College of Art, ambos em Londres, e realizou posteriormente um mestrado em literatura moderna da UCL, Londres.  Atualmente lecciona na Konstfack University of Arts, Crafts and Design, em Estocolmo.

Algumas das suas exposições mais recentes incluem: Graphic Witness, The Drawing Room, Londres (2017); Typojanchi 2017, 5a Bienal Internacional de Tipografia, Seul; Crying Out Loud: Ladies Room, Edwardian Cloakroom, Bristol (2016); Prison Drawing Project 2016, Dean Road Prison, Scarborough (2016); Comix Creatix – Women Making Comics, House of Illustration, London (2016) e 3881 days, Blank Lab Gallery, Cidade do Cabo (2016), entre outras.

O seu romance gráfico Heart of Darkness (2010), adaptado do livro homónimo de Joseph Conrad foi distinguido pelo Observer Graphic Novel of the Month, estando traduzido em sete línguas.

Start typing and press Enter to search