Martin Vitaliti

Barcelona, Espanha

MARTÍN VITALITI (n. 1978, Buenos Aires, Argentina)

Vive e trabalha em Barcelona.

A obra do argentino Martín Vitaliti baseia-se num trabalho de exploração dos diferentes elementos que constituem a linguagem da banda desenhada. Através do uso de técnicas como a subtração ou adição, Vitaliti quer não apenas colocar o original, apropriado pelo artista, em tensão com a nova obra, como pretende também descontextualizar o significado e a história. No desejo de uma ressignificação de uma linguagem presente no imaginário coletivo, Vitaliti constrói novas narrativas que repensam o vazio, o desaparecimento e a ausência através de gestos mínimos.

Radicado em Barcelona desde 2002, entre as suas exposições individuais destacam-se: 9:12/13, Galeria etHALL, Barcelona (2017); Los dos pañuelos de Diana, Galeria etHALL, Barcelona (2017); Light Ink, Galeria f5, Festival de Lucerna (2016); En el fondo, nada ha cambiado…, Museo ABC, Madrid (2013), e Y en ese preciso instante…, Galeria etHALL, Barcelona (2012).

Em 2018 participou em três mostras coletivas: Revuelta del cómics, MACBA, Barcelona; Cómics, una nueva lectura, Museu Reina Sofia, Madrid, e Tinta Fresca, Centro de Arte La Panera, Lleida. Destaque ainda para: If Walls are Trembling, Galerie Lisa Kandlhofer, Viena (2016); Briser la glace, Centre National d´Art Contemporany Magasin, Grenoble (2016); Narrando el margen, Centro Cultural Rojas, Buenos Aires (2016); Microfísica del dibujo, Espazo Normal, A Coruña (2015), e 8ª Biennal d´Art Leandre Cristòfol, Centre d´Art La Panera, Lleida (2013).

Vitaliti já foi galardoado com o prémio Art Libris (2015), o Prémio Desenho do Museo ABC de Madrid, Prémio Generación Obra Social Caja de Madrid e Prémio Marco Magnani para jovem artista, estas três distinções foram-lhe atribuídas em 2013.

Start typing and press Enter to search