Riccardo Baruzzi

Bolonha, Itália

RICCARDO BARUZZI (n. 1976, Lugo, Itália)

Vive e trabalha em Bolonha.

Na obra de Riccardo Baruzzi a linha ganha especial destaque, em detrimento daquilo que o artista considera uma importância excessiva normalmente atribuída ao sujeito ou tema. Linha-pensamento, linha-gesto, linha-expressão, linha-escritura, linha-poesia, linha-ritmo e linha lugar da evocação. Baruzzi explora e amplifica a tensão na fronteira entre a superfície e a inscrição da marca nesse mesmo espaço, numa obra onde a noção de incompletude é crucial.

Entre as suas exposições individuais mais recentes contam-se: Short stories of Fires and Carbon, em colaboração com  Alessandro di Pietro, Raum, Bolonha (2018); È strano continuare a pensare che la pittura sia fatta per essere vista, Prémio Lissone (2018); Riccardo Baruzzi e Alberto Trucco: Duet, Museo di Villa Croce, Génova (2017); Del disegno e della vertigine, Galeria Jacqueline Martins, São Paulo (2017), e Del disegno disposto alla pittura, P420, Bolonha (2016). A sua participação em mostras coletivas inclui: Unrealised Paintings, MoRE (2018); Material Life, The Goma, Madrid (2017); I hear you singing in the wire, Arcade, Londres (2017); EX, Mambo, Bolonha (2016); Biennale del disegno, Rimini (2016), e Corale, FM Centro per l’Arte Contemporanea, Milão (2016).

Foi vencedor do Termoli Prize em 2016.

Start typing and press Enter to search